Publicado em 21/09/2018 18h27

Soja: Fertilizante biotecnológico aumenta produtividade e gera receita adicional de até R$ 418,00 por hectare

Levantamento realizado pela SuperBAC, empresa pioneira em biotecnologia no Brasil, revela que a rentabilidade com o fertilizante pode chegar a seis sacas a mais por hectare

Estudo realizado pela SuperBAC, empresa pioneira em biotecnologia no Brasil, revela os retornos proporcionados pelos fertilizantes biotecnológicos de alta perfomance em diferentes culturas e regiões do País. Nas plantações de soja, especificamente, os dados mostram que o ganho líquido para o produtor pode chegar a R$ 417,00 por hectare. Em percentuais, a produtividade adicional mínima requerida chega a 0,6% com o uso do fertilizante.

O levantamento considerou plantações de soja que contam com o uso de fertilizantes biotecnológico de alta performance da SuperBAC em sete estados brasileiros. Na média, com um custo adicional de R$ 27,00 por hectare, a receita aumenta em R$ 387,00 por hectare, o equivalente a uma receita média líquida adicional de R$ 360,00 por hectare.

Entre os estados pesquisados, em valores absolutos, as plantações de soja do Rio Grande do Sul apresentaram a maior receita adicional por hectare, de R$ 418,00. O custo adicional para o produtor, na região, chegou a R$ 37,00, o que representa um ganho líquido de R$ 381,00 por hectare.

O segundo estado com maior aumento de receita por hectare foi Paraná (R$ 411,00), seguido por São Paulo (R$ 407,00). O maior custo adicional, por sua vez, foi registrado no Mato Grosso, com R$ 43,00 a mais por hectare.

Autoria: Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014