Publicado em 04/03/2019 16h42

MS aumenta em mais de 20% área destinada para cultivo de algodão, confirma Ampasul

Algodão safra representa 81,4% do total, enquanto o algodão safrinha ocupa 18,6%

A Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul) informou que foram concluídos os trabalhos de plantio da atual safra de algodão em Mato Grosso do Sul. O levantamento realizado pela entidade, que foi divulgado no fim de fevereiro, confirmou a previsão de aumento de área estimada durante a entressafra.

Em Mato Grosso do Sul, a exemplo de outras regiões produtoras do fio natural, houve um aumento da área plantada, que no Estado chegou a 37,5 mil hectares, um incremento de 23,35% em relação à safra passada. O algodão safra representa 81,4% do total (30,5 mil ha), enquanto o algodão safrinha ocupa 18,6% (7,0 mil ha). O crescimento foi de 17,8% para o algodão safra, 55,9% na modalidade algodão de safrinha, em todo o Mato Grosso do Sul.

Na atual safra ocorreu o retorno do algodão no município de Maracaju (algodão safrinha), além do primeiro ano da cultura em Sonora na região norte do Estado, com a participação de um novo produtor.

“Numa análise sintética, os motivos do aumento da área cultivada de algodão no Mato Grosso do Sul foram: mercado do algodão aquecido, com preço da pluma razoável, maior adiantamento das vendas da fibra com contratos futuros, recorde na exportação, câmbio (dólar/real), pré safra favorável, maximização do uso do solo com a atividade e o algodão como opção de rotação de culturas”, indicou relatório da Ampasul.

Autoria: Aline Merladete | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014