Publicado em 18/09/2019 11h34

Infocafé de 17/09/19

N.Y. finalizou a terça-feira em baixa, a posição dezembro atingiu a mínima de -4,30 pontos fechando com -3,95 pts

N.Y. finalizou a terça-feira em baixa, a posição dezembro atingiu a mínima de -4,30 pontos fechando com -3,95 pts.

O dólar fechou em queda de 0,3%, cotado a R$ 4,0768. Investidores aguardam a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), com ampla expectativa de um anúncio na quarta-feira de um segundo corte dos juros neste ano. O presidente Donald Trump vem pressionando as autoridades monetárias para reduzir a taxa, atualmente entre 2,5% e 2,25%. Na semana passada, o Banco Central Europeu (BCE) cortou as suas taxas de juros para território ainda mais negativo e anunciou mais estímulos com o relançamento de compras de ativos sem data para um término.

O cinturão produtivo de café do Brasil está sendo impactado pelas altas temperaturas e baixos volumes de chuva em pleno desenvolvimento da safra comercial 2020/21. Dados do Sismet, sistema de monitoramento agrometeorológico da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), mostram que cidades produtoras estão há quatro meses sem chuvas volumosas. "A situação das lavouras está ficando bastante complicada.

As temperaturas estão altas e há falta de chuvas, o que faz com algumas lavouras já comecem a murchar. Se não tivermos precipitações até o final da próxima semana a situação fica muito catastrófica", afirma o engenheiro agrônomo e pesquisador da Fundação Procafé, Alysson Fagundes. De acordo com os dados disponibilizados pela plataforma de acompanhamento agrometeorológico da Cooxupé, no Sul de Minas Gerais, em Guaxupé (MG), a última chuva acima de 10 mm, considerada volumosa, ocorreu no dia 18 de maio, quase quatro meses atrás. Em Nova Resende (MG), a última chuva expressiva foi em 17 de maio, com 14 mm, há exatos quatro meses. No Cerrado Mineiro, a situação de chuvas é parecida com a do Sul de Minas. Coromandel (MG) recebeu a última chuva volumosa em 17 de maio, com 39,2 mm. Em Caconde (SP), na divisa com Minas, a última chuva acima de 10 mm foi em 04 de agosto. As temperaturas máximas no período em ambas as cidades ficaram na casa dos 30°C.

Autoria: Mellão Martini Negócios em Café

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014