Publicado em 18/09/2019 12h21

Exportação de algodão elevada enxuga excedente interno e impulsiona valores

Discordância entre o preço e a qualidade dos lotes disponibilizados também limita os fechamentos

Os valores internos do algodão em pluma voltaram a registrar ligeiras altas nos últimos dias. Segundo pesquisadores do Cepea, o suporte tem vindo do ritmo intenso das exportações brasileiras da pluma neste mês e também da retração de vendedores, que estão atentos às valorizações dos contratos na Bolsa de Nova York (ICE Futures) e ao elevado patamar do dólar.

Na parcial deste mês (10 dias úteis), os embarques já somam 58,5 mil toneladas, ultrapassando em 41% o volume exportado em todo o mês de agosto/19, conforme a Secex. Já no spot nacional, a comercialização de algodão em pluma está enfraquecida, tendo em vista que compradores estão abastecidos com o produto contratado.

Além disso, a discordância entre o preço e a qualidade dos lotes disponibilizados também limita os fechamentos. Quanto aos preços domésticos, entre 10 e 17 de setembro, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, avançou 1%, fechando a R$ 2,4675/lp nessa terça-feira, 17. Na parcial do mês (até o dia 17), contudo, o Indicador acumula ligeira queda de 0,09%.

Autoria: Cepea/Esalq

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014