Publicado em 03/02/2020 11h52

Alta nos preços do milho perde força nos últimos dias

Movimento de alta nos preços do milho se enfraqueceu nos últimos dias

O movimento de alta nos preços do milho se enfraqueceu nos últimos dias, de acordo com pesquisadores do Cepea. De modo geral, compradores têm demonstrado menor interesse em comercializar grandes lotes e aguardam o avanço da colheita da primeira safra para efetivar novas negociações.

Nos últimos dias, prevaleceu a intenção de vendedores em negociar, impulsionados pelos patamares de preços no mercado interno e/ou pela necessidade de liberar espaço nos armazéns para a chegada da safra de soja.

Por outro lado, agentes consultados pelo Cepea já se atentam aos fretes, pois, com o avanço da colheita da oleaginosa, a oferta de frete para o milho deve diminuir. Na região de Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa recuou 0,5% de 24 a 31 de janeiro, fechando a R$ 51,16/sc de 60 kg na sexta-feira, 31.

Autoria: Cepea/Esalq

  • Link:

Comente essa notícia

Agenda de Eventos
Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.