Publicado em 22/01/2015 01h12

Custo logístico emperra desenvolvimento do agronegócio de MS, destaca Azambuja

O desenvolvimento do agronegócio sul-mato-grossense e as exportações das commodities produzidas no Estado são atravancados pelo custo logístico que carece de estratégias. A utilização das hidrovias e ampliação do modal ferroviária aumentaria a competitividade econômica de Mato Grosso do Sul e será o desafio da atual gestão. A afirmação é do novo governador de MS, Reinaldo Azambuja, e foi direcionada aos produtores rurais de Maracaju e região durante a abertura do Showtec 2015, feira de exposição tecnológica nesta quarta-feira (21).

az

Segundo Azambuja o transporte da tonelada do produto agropecuário via Porto de Paranaguá tem custo aproximado de R$ 200,00, enquanto que pelo porto da cidade de Murtinho o investimento cairia pelo menos 50%. “Tanto o rio Paraguai quanto o rio Paraná têm potenciais a serem explorados”, destaca. “Com a parceria público-privado teremos vamos desenvolver estudos de prioridades, inclusive para as rodovias. Mas para isso precisamos unir os produtores rurais para que possamos erra menos e sermos mais eficientes”, enfatizou o governador.

Durante a feira o expositor da Showtec e pecuarista no município de Figueirão, Rubinho Catenacci, destacou o Produto Interno Bruto (PIB) da região Norte de Mato Grosso do Sul também como desafio. “A degradação das áreas de pastagens também atrasam o desenvolvimento. Apenas a parceria de entidades de pesquisa, empresas privadas e governo trarão produtividade, rentabilidade ao produtor rural da região Norte e inovação na agropecuária”, afirmou Canetacci.

Como ponta pé inicial do desenvolvimento da região Norte Catenacci passou a complementar a produção com Integração Lavoura Pecuária e Floresta (ILPF) e fez com que a Fazenda 3R recebesse o título de melhor bezerro do país. “Não se atinge sucesso apostando em um caso isolado. Além da logística eficaz, o produtor rural deve voltar a atenção e os esforços para o investimento na recuperação do solo, diversificação na produção de na qualidade e mão-de-obra especializada, assim conseguiremos avançar do Norte ao Sul do Estado e diversifcaremos a matriz econômica”, finaliza.

A programação do Showtec 2015 se estende até a próxima sexta-feira (23), com exposição de variedades de milho, cultivares de soja, máquinas agropecuárias e gado nelore pintado Puro de Origem, com destaque ao touro Influxo da Fazenda 3R, responsável pela padronização do rebanho em Figueirão.

Autoria: RC

  • Link:

Comente essa notícia

Agenda de Eventos
Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.