Publicado em 31/07/2020 19h27 - Atualizado em 31/07/2020 19h29

Nuvem de gafanhotos perto da fronteira com o Brasil está praticamente extinta

Pequenos grupos, entretanto, ainda permanecem na região, de acordo com autoridades argentinas

whatsapp_image_2020-07-24_at_11

A nuvem de gafanhotos que estava na Argentina desde maio foi praticamente extinta ao longo desta semana, informou o Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar do país (Senasa). Pequenos grupos, entretanto, ainda permanecem na região.

O panorama mais otimista sobre o risco de deslocamento dos insetos foi emitido após nova pulverização em uma área de floresta na província de Entre Rios, a 10 quilômetros da fronteira com o Uruguai e a cerca de 90 quilômetros de Barra do Quaraí (RS).

Em comunicado, o Senasa relata que alguns gafanhotos isolados foram encontrados durante o monitoramento do dia e, por isso, a equipe segue rastreando e pulverizando os arredores. Uma segunda nuvem, no norte da Argentina, na província de Formosa, também é monitorada. Outra nuvem, mais a leste, também põe as autoridades em alerta. 

Apesar de o clima mais quente favorecer o voo dos gafanhotos, a previsão de que os ventos continuem soprando para oeste na próxima semana indica que eles não devem chegar ao Brasil, pelo menos por enquanto.

Autoria: Estadão Conteúdo

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.