Publicado em 22/09/2014 20h39

Grupo de estudos em reprodução bovina organizado pela Biogénesis Bago se reúne durante evento anual da SBTE, em Natal (RN)

Para estimular a troca de experiências, coletar e analisar resultados, oferecer atualização técnica e diferenciação profissional, a Biogénesis Bagó, uma das empresas de saúde animal líderes nos mercados latinoamericanos, organiza o Reproduz +, um grupo de estudos em reprodução animal. Onze médicos veterinários dos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Pará e Minas Gerais que fazem parte do Reproduz + se reuniu durante a XXVIII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Transferência de Embriões (SBTE), realizada em Natal (RN).

Para estimular a troca de experiências, coletar e analisar resultados, oferecer atualização técnica e diferenciação profissional, a Biogénesis Bagó, uma das empresas de saúde animal líderes nos mercados latinoamericanos, organiza o Reproduz +, um grupo de estudos em reprodução animal. Onze médicos veterinários dos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Pará e Minas Gerais que fazem parte do Reproduz + se reuniu durante a XXVIII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Transferência de Embriões (SBTE), realizada em Natal (RN).

Além de proporcionar a participação na programação científica e workshops da SBTE, os integrantes do Reproduz +, que representam um potencial de dados para avaliação/discussão de aproximadamente 100 mil IATFs (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) tiveram um evento fechado durante o qual tiveram acesso a novidades em ferramentas para avaliação de índices de IATF, além de uma palestra técnica com o Prof. Dr. Pietro Baruselli, da USP, a respeito dos parâmetros para avaliar resultados de IATF.

“Essa reunião do Reproduz + foi extremamente produtiva e mostrou o quanto o grupo de estudos pode contribuir para aprimorar cada vez mais os índices reprodutivos da pecuária, com saúde dos animais e eficiência. Além disso, estamos agregando valor junto aos nossos parceiros, investindo em novas tecnologias de coleta de informações que irão auxiliar na avaliação dos resultados e tomada de decisões nas fazendas”, avalia o Gerente Técnico e de Produto Linha Reprodutiva da Biogénesis Bagó, Lucas Souto, que coordenou a reunião em Natal e apresentou durante o evento da SBTE o lançamento no mercado brasileiro do Ecegon®, produto à base de eCG (Gonadotrofina Coriônica Equina) que corrige deficiências hormonais presentes em grande parte do rebanho de corte do Brasil, e garante resultados mais precisos em IATF. O novo produto complementa o portfólio da linha reprodutiva da Biogénesis Bagó que contribui para o sucesso da atividade da cria ao permitir emprenhar mais vacas e na época certa, manutenção das gestações dessas prenhezes e redução da mortalidade de bezerros até a desmama.

Autoria: Attuale

  • Link:

Comente essa notícia

Agenda de Eventos
Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014