Publicado em 09/02/2024 10h53

O poder do boro para a produtividade na safrinha de milho

Aumento da produtividade de milho com o emprego de boro chegou a 10,91 sacas/hectare.
Por: Emerson Alves

A cultura de milho ocupa posição de destaque entre as atividades agrícolas do país, sendo a segunda mais plantada, perdendo apenas para a soja. Importante fonte de renda para agricultores e agroindústrias, o milho compõe parcela predominante das rações, sendo matéria-prima para criadores de aves, suínos, bovinos e outros animais.

Produzido no país inteiro, o cultivo do milho se caracteriza em duas épocas de plantio, o plantio de verão, ou primeira safra, que é realizado na época tradicional, durante o período chuvoso, e, mais recentemente, tem aumentado a produção na safrinha ou segunda safra. 

A safrinha é o milho de sequeiro, plantado extemporaneamente, em fevereiro ou março, quase sempre depois da soja precoce, predominantemente na região Centro-Oeste e nos estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. 

Mas, como todo agricultor sabe, a produtividade na safrinha de milho depende de uma série de fatores, desde o clima, até a qualidade do solo, por isso a importância do preparo do solo antes da plantação.

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), empresa pública, vinculada ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), o milho safrinha cultivado no período de janeiro a abril, possui algumas características peculiares e a nutrição adequada é uma delas, sendo o boro, um importante nutriente para a polinização e desenvolvimento de frutos e essencial para a absorção e uso do cálcio. E a falta do boro no solo pode causar redução significativa em termos de produção, uma vez que a gema terminal poderá morrer ou, então, baixa germinação do grão de pólen e o não desenvolvimento do tubo polínico.

E, sempre pensando na importância em auxiliar o agricultor, a MaxiSolo – divisão de nutrição vegetal da SulGesso, desenvolveu o SulfaBor. Com tecnologia 100% nacional, o SulfaBor é um fertilizante mineral misto, composto por uma fonte de liberação rápida de boro e outra de liberação gradual.

Esse método com liberação rápida e gradual é a chave do sucesso do produto, pois oferece maior eficiência e menores perdas para o produtor.

Mas afinal, por que o boro é tão importante? 

O boro é um micronutriente fundamental para um pleno desenvolvimento vegetal e a sua ausência pode ocasionar sérias reduções na produtividade. O boro é fundamental na formação de novos tecidos, melhora a absorção de água e nutrientes, ajuda na formação dos grãos de milho, contribui para o desenvolvimento adequado das raízes e do sistema reprodutivo da planta, além de ajudar na absorção de outros nutrientes como o cálcio e o magnésio. E, ainda, fortalece o sistema imunológico das plantas.

Para uma boa produtividade na safrinha de milho aplique o SulfaBor via solo logo no início do plantio. O SulfaBor é um fertilizante mineral fonte de boro, cálcio e enxofre no mesmo grânulo. Com duas velocidades de liberação, o SulfaBor neutraliza o alumínio do solo, e possui uma formulação balanceada para melhorar a produção.

Potencialize a sua produção aumentando o número, qualidade e o tamanho dos grãos em cada planta. Aplique SulfaBor na sua safrinha de milho.

Produtividade avaliada pela Embrapa

Até o momento já foram realizadas duas safras de milho avaliando o desempenho agronômico do  SulfaBor na cultura do milho com a Embrapa Soja (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), do município de Londrina obtendo resultados para o melhor posicionamento técnico do fertilizante.

Para se ter uma ideia, no milho o aumento da produtividade chegou a 10,91 sacas/hectare, em média, especialmente em propriedades do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.