Publicado em 23/09/2014 07h47

Produtores rurais participam do movimento 'Grito por Segurança' em Chapadão do Sul

Liderados pelo Sindicato Rural de Chapadão do Sul, os produtores do município participam do movimento 'Grito por Segurança', que pretende mobilizar cerca de 1,5 mil pessoas nesta segunda-feira (22).

Liderados pelo Sindicato Rural de Chapadão do Sul, os produtores do município participam do movimento 'Grito por Segurança', que pretende mobilizar cerca de 1,5 mil pessoas nesta segunda-feira (22), a partir das 13h, na região central da cidade. A população realizará uma manifestação pacífica em prol da segurança pública procurando chamar a atenção para o aumento da criminalidade local. 
 
Organizado por mais de dez instituições do município, o movimento é encabeçado pela Igreja Católica de Chapadão do Sul. A intenção é que o comércio local paralise suas atividades no horário da manifestação e a população fará um protesto na rotatória da "Colheitadeira", onde haverá a retenção de trânsito a cada 10 minutos, com panfletagem de divulgação.
 
Para o presidente do Sindicato Rural da cidade,  Rudimar Artur Borgelt, o aumento do efetivo policial na cidade é uma das medidas que precisam ser tomadas imediatamente para reduzir os casos de violência que também assusta o interior. "Os assaltos a mão armada, por exemplo, atingiram também o meio rural de Chapadão do Sul. A sociedade, tanto rural como urbana, está assustada. A população da nossa cidade cresceu, entretanto  o número de policiais se manteve. Isso precisa mudar", afirmou o representante.
 
Além do  aumento de efetivo policial, o 'Grito por Segurança' reivindica a instalação de câmaras de segurança na cidade, instalação de um IML  - Instituto Médico Legal e acomodação adequada do regime semiaberto, entre outras medidas preventivas.

Autoria: Famasul

  • Link:

Comente essa notícia

Agenda de Eventos
Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014