Publicado em 10/08/2017 16h45

Silagem: manejo nutricional do milho favorece produção de leite em até 40%

Cuidados desde o preparo do solo até a colheita do grão para a alimentação animal auxiliam na rentabilidade do rebanho

Alltech-20_

No Brasil, a demanda de milho para alimentação animal é alta. Do total consumido no país, mais de 90% é destinado para esta finalidade, sendo que a qualidade e produtividade da planta colhida influenciam diretamente na conversão alimentar das criações. No caso da silagem, por exemplo, destinada principalmente aos gados de corte e de leite, os cuidados com o manejo nutricional do milho, desde o plantio, podem auxiliar em um incremento na produção de carne e leite, favorecendo a rentabilidade do produtor.

Segundo o engenheiro agrônomo Tobias Grison, gerente da Alltech Crop Science, com um manejo adequado do milho, a planta consegue direcionar o gasto energético, ao longo do ciclo, para o seu melhor desenvolvimento, produzindo mais e com maior qualidade. "O uso de soluções naturais que estimulem o vegetal a produzir as substâncias que precisa e a superar às adversidades climáticas, são extremamente importantes. Dessa forma, a energia do milho será utilizada para gerar maior número de folhas viáveis, devido ao menor ressecamento do baixeiro, colmos mais pesados e espigas maiores", afirma.

O conjunto de práticas, por meio de soluções naturais, para a produção de silagem, tem auxiliado pecuaristas a aumentar em aproximadamente 10% a produção de matéria seca de silagem e em 4% a produção de nutrientes digestíveis totais. Dessa forma, aumentando a quantidade e a qualidade da silagem é possível incrementar em até 40% a produção de leite por hectare. "Se o animal se alimenta com mais qualidade, ele apresenta um aproveitamento maior do que consome. Consequentemente, a conversão alimentar é muito mais positiva, impactando na produção de carne e leite", explica Grison.

Na cidade de Tapejara (RS), Carlito Bee é criador de gado de corte e de leite e produz a silagem para alimentação dos seus próprios animais. Com a aplicação destas soluções à base de nutrientes e precursores hormonais, os resultados em produtividade têm sido positivos. "A diferença foi bem significativa. Mesmo em um ano em que tivemos estresse hídrico, foi possível notar maior peso na planta inteira de milho. E pela melhor nutrição do vegetal, a conversão alimentar também foi favorecida", ressalta.

Sobre a Alltech Crop Science

A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech Inc., desenvolve soluções naturais para os desafios da agricultura nos principais mercados do mundo. Por meio de produtos com alto valor agregado e tecnologia exclusiva nas linhas de nutrição, proteção e performance, garante sustentabilidade e lucratividade ao produtor rural. A Alltech Crop Science do Brasil é formada pela maior fábrica de leveduras do mundo, localizada em São Pedro do Ivaí (PR), pela sede em Araucária (PR) e pela nova unidade em Uberlândia (MG).

Autoria: Camila Castro, Centro de Comunicação

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014