Publicado em 10/10/2017 17h59

Livre de cancro cítrico, Pernambuco já pode vender para mercados interno e externo

Venda de laranjas, limões e tangerinas estava suspensa desde março deste ano

Pernambuco foi reconhecido na semana passada como área ausente de cancro cítrico pelo Ministério da Agricultura e com isso está autorizado a comercializar laranjas, limões e tangerinas para o mercado interno e para exportação, informou a Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), em nota no seu site.

A venda dessas frutas por Pernambuco estava suspensa desde março deste ano. Como a CNA explicou, a praga afeta todas as espécies e variedades de citros e passou a ser combatida com mais vigor pelo ministério no início deste ano. Conforme o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, a expectativa é de aumento de produção a partir do ano que vem.

Isso porque, com o status de área livre da doença, o Estado terá maior facilidade de acessar o mercado externo, tendo em vista que, o cancro cítrico é uma das principais barreiras fitossanitárias para as frutas cítricas brasileiras.

Pernambuco ainda figura com baixa produção em comparação com outros Estados produtores. Dados do IBGE indicam que o Estado produziu 3.041 toneladas de laranja e 1.617 toneladas de limão, em 2015. A medida amplia possibilidades de produção na Zona da Mata e no Vale do São Francisco.

"O título de área com praga ausente para o cancro cítrico é um grande avanço, que garante ao produtor, já estabelecido em Pernambuco, potencializar a produção, e ainda traz vantagens competitivas sobre os outros Estados", afirmou o presidente.

Autoria: Estadão Conteúdo

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade

A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2014