Publicado em 10/05/2021 10h25

Ponte entre Acre e Rondônia facilitará escoamento

Passam na estrada aproximadamente 8 milhões de toneladas de grãos por ano

`

O presidente Jair Bolsonaro inaugurou, na sexta-feira (7), a ponte do Abunã. Trata-se da ligação por terra entre os estados do Acre e Rondônia, pela BR-364, Sobre o rio Madeira, no distrito de Vila Alegre do Abunã (RO).

Antes qualquer transporte entre os dois estados tinha que ser feito por balsas. A travessia leva, em média, duas horas (entre a espera e a travessia). Com a conclusão da obra, será possível cruzar o Madeira em menos de cinco minutos.

“Atualmente, os caminhoneiros desembolsam até R$ 200 para ir de uma margem à outra do rio. Sem este gasto, e com a diminuição considerável no tempo para o valor do frete de carga deve reduzir, aumentando a competitividade dos produtos produzidos no Brasil”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

A Ponte do Abunã conecta o Acre ao sistema rodoviário brasileiro e permite o escoamento de produção das regiões Norte e Centro-Oeste, principalmente de soja vinda do Centro-Oeste. Passam na estrada aproximadamente 8 milhões de toneladas de grãos por ano.

A estrutura de concreto e aço tem 1.517 metros de extensão e recebeu investimentos de mais de R$ 160 milhões. A previsão é que mais de 2 mil veículos cruzem a ponte todos os dias. No futuro, a ponte também fará parte do caminho que vai interligar o Brasil ao Oceano Pacífico.

O presidente Bolsonaro inaugurou a estrutura dando uma volta de moto com o empresário catarinense Luciano Hang na garupa. “Estamos unindo o Acre ao resto do país. Vocês que construíram a ponte não pararam durante a pandemia. Meus parabéns a vocês. O Brasil não pode parar”, destacou.

Autoria: Eliza Maliszewski | Agrolink

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
A Agroin Comunicação não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos. Todos os direitos reservados © Copyright 2019.