Publicidade
Publicado em 11/02/2015 17h19

Plataforma da Petrobras explode no ES e deixa mortos e feridos

Um navio-plataforma da Petrobras explodiu na tarde desta quarta-feira (11) na cidade de Aracruz, no norte do Espírito Santo, provocando três mortes e deixando pelo menos dez pessoas feridas em estado grave. As mortes foram confirmadas pelo diretor do Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo, Davidson Lombo. Segundo ele, seis trabalhadores estão desaparecidos.
Por: Reuters

navio

Entre os feridos há duas vítimas de queimaduras graves e oito vítimas de trauma, informou a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo. Eles foram transferidos para os hospitais particulares Vitória Apart Hospital e Hospital Metropolitano.

A assessoria de comunicação da Petrobras no Espírito Santo informou não ter detalhes sobre a explosão. Segundo a estatal, uma nota oficial será enviada à imprensa nas próximas horas.

Cerca de 30 funcionários teriam sido retirados da plataforma, que operava nos campos de Camarupim e Camarupim Norte, a cerca de 80 km de Vitória. Segundo a Secretaria de Saúde do Espírito Santo, o governo acionou esquema de emergência para receber feridos no aeroporto de Vitória.

"A plataforma está sem comunicação. Estamos fazendo contato por meio da plataforma Vitória (próxima ao local do acidente)", disse o diretor da FUP (Departamento de Segurança da Federação Única dos Petroleiros), José Maria Rangel.

O navio-plataforma produziu em média 2,5 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia e 2.000 barris de petróleo por dia em dezembro, segundo Rangel. A unidade, que armazena e produz petróleo e gás, é de propriedade da afretadora de plataformas norueguesa BW Offshore BWO.OL e tem foco maior na produção de gás.

Considerando a informação de produção relatada pelo sindicalista, a unidade produziu mais de 3% da produção de gás da Petrobras em dezembro, que atingiu ao todo naquele mês 73,5 milhões de metros cúbicos aodia.

No caso da produção de petróleo, o volume produzido pela FPSO é ínfimo perto do total produzido pela Petrobras em dezembro, de mais de 2 milhões de barris/dia. A FPSO tem capacidade de armazenagem de 700 mil barris, segundo ficha técnica publicada pela BW Offshore.