Publicidade
Publicado em 31/01/2022 12h11

Milho: B3 tem leves correções de baixa

Em Chicago o milho fechou em forte alta, com alta do petróleo, clima e exportações norte-americanas.
Por: Leonardo Gottems

As variações da B3 foram negativas no encerramento da semana, em vista de mais um recuo do dólar, que fechou a semana a R$ 5,39, o que fez com que, em uma correção técnica, os vencimentos perdessem até 1,33%, e o vencimento março perdesse a linha de preços em R$ 100,00 por saca. As informações foram divulgadas pela TF Agroeconômica. 

“No fechamento de mercado, um tom de leve baixa para os principais vencimentos, que fecharam  o  dia  de  negociações  conforme  segue:  O vencimento março/22 foi cotado à R$ 99,06 (-1,33%); o maio/22  valeu  R$  97,24  (-1,08%);  o  julho/22  foi negociado por R$ 91,23 (-0,83%) e o setembro/22 teve valor de R$ 90,05 (-0,66%). Na comparação semanal, os contratos  do  cereal  brasileiro  acumularam  perdas  de 0,74%  para  o  março/22  e  de  0,06%  para  o  maio/22, mas, elevações de 0,82% para o julho/22 e de 0,22% para  o  setembro/22,  em  relação  à  última  sexta-feira (21)”, comenta. 

Em Chicago o milho fechou em forte alta, com alta do petróleo, clima e exportações norte-americanas. “A  cotação  do  milho  para  março22  fechou  em  forte  alta  de  1,76%  ou  11,0  cents/bushel  a  $ 635,25. A cotação de julho22, importante para as exportações brasileiras, fechou também em alta de 1,66% ou $ 10,25 cents/bushel a $ 626,25. O petróleo estendeu avanços e deu firmeza ao milho. A evolução da safra sul-americana e o dinamismo das vendas externas nos EUA contribuíram para o sentimento altista”, completa. 

“O  preço  médio semanal  do  óleo  de  milho  à  vista  foi  de  67,1  a  69 centavos/lb regionalmente durante a semana. Isso em comparação  com  os  preços  médios  de  62,5  a  64,4 centavos na semana passada. Os preços do DDGS FOB também  foram  relatados  mais  altos,  com  o  USDA vendo  lances  NOLA  em  US$  265/t  e  PNW  em  US$ 290/t. Os FOBs da semana passada foram de US$ 252 e US$ 287, respectivamente”, conclui.