Publicidade
Publicado em 02/06/2022 16h50

Clima pode não ser favorável para trigo argentino

Entre hoje e amanhã uma massa de ar frio dominaria o centro do país.
Por: Leonardo Gottems

O clima da Argentina pode não ser muito favorável para a cultura do trigo, segundo informações da TF Agroeconômica. De acordo com a Bolsa de Valores de Rosário, as condições esperadas para os próximos meses são as mesmas de 2020, quando os rendimentos nos pampas argentinos eram baixos.

“O Guia Estratégico para a Agricultura (GEA) da Bolsa de Valores de Rosário (BCR) alertou que as condições frias e secas que prevaleceram no outono e que podem ser potencializadas no inverno, constituem uma “séria ameaça” para a safra de trigo 2022 /23. A título de exemplo, em Córdoba ainda precisam de 80 a 120 milímetros para pensar em uma boa safra, enquanto em Santa Fé são necessários cerca de 40 a 80 milímetros para fazer trigo”, comenta.

Entre hoje e amanhã uma massa de ar frio dominaria o centro do país acompanhada de altas pressões, ventos fracos e manhãs muito frias a frias. “Geadas de intensidade variada são projetadas em Cuyo e na região dos Pampas, enquanto seriam moderadas no sul do NW. Também entre hoje e amanhã há probabilidade de chuvas e temporais isolados sobre Misiones e Formosa”, completa.

“Na sexta-feira, as temperaturas devem cair sobre o norte do território nacional com diminuição da nebulosidade e ventos fracos do setor leste. Há também uma probabilidade de geadas moderadas no sul e oeste da NOA e no sul da NEA. Novamente haverá possíveis geadas intensas na área central da Argentina. No sábado haveria ventos do setor nordeste com nebulosidade abundante e temperaturas crescentes, com probabilidade de chuva e queda de neve sobre as áreas andinas de Cuyo”, conclui.