Publicidade
Publicado em 16/04/2024 09h31

Confira como está a soja nos estados

No Mato Grosso do Sul os preços seguem parados, assim como os negócios.
Por: Leonardo Gottems

No mercado da soja do estado do Rio Grande do Sul os preços estão parados, com os negócios se desenvolvendo lentamente, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “As cotações indicadas no porto gaúcho para a soja foram de R$ 129,00 (-1,00) para entrega e pagamento em abril, e R$ 130,00 (-2,00) para entrega e pagamento em maio. Todas as demais posições marcaram alta de R$ 1,00. Ijuí: R$122,00. Cruz Alta: R$122,00. Passo Fundo: R$122,00. Santa Rosa: R$122,00”, comenta.

Santa Catarina teve o mesmo movimento que o Rio Grande do Sul. “Em Santa Catarina, os preços da soja não apresentaram alterações, apesar da instabilidade observada no mercado. As cotações indicadas no porto catarinense permaneceram em R$ 126,00 por saca para entrega e pagamento em abril. Chapecó a R$ 111,50”, completa.

Enquanto isso os preços sobem bem no Paraná, mas os negócios seguem parados. “Em relação à soja da safra 2023/24, a ideia de compra girava em torno de R$ 125,50 por saca CIF Ponta Grossa, com entrega no começo de maio e pagamento no fim de maio, marcando alta de R$ 3,50/saca. Produtores, começam movimentos de venda, mas ainda principalmente focados em manutenção. Nas demais regiões, não vimos movimentos”, indica.

No Mato Grosso do Sul os preços seguem parados, assim como os negócios. “Os movimentos continuam, e os preços não apresentaram alterações. Nesta segunda-feira, foram comercializadas aproximadamente 5.000 toneladas de soja. Dourados: R$ 115,00. Campo Grande: R$ 115,00. Maracaju: R$ 114,00. Chapadão do Sul: R$ 112,00. Sidrolândia: R$ 113,00”, informa.

Os preços recuaram também no Mato Grosso. “Os negócios de soja sendo efetuados não se modificaram até o momento e com isso seguem bastante baixos. Ademais, de forma geral o Estado tem marcado altos níveis de precipitação, está chovendo muito o que é excelente nesse momento”, conclui.