Publicidade
Publicado em 28/10/2014 14h55

Carnes, tomate e cebola têm alta e churrasco fica 12% mais caro

A inflação não poupou o churrasco de final de semana.
Por: Mato Grosso Notícias

ccarne_1

Levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), feito com base nos dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), mostra que essa refeição típica ficou 12,08% mais cara nos últimos 12 meses – quase o dobro da inflação do período, que ficou em 6,97%.

Houve forte impacto do preço do ingrediente principal: o preço da carne bovina subiu em média 18,27%. Também tiveram fortes altas os preços da carne suína, 16,05%, o salsichão, 10,45% e o queijo coalho, 4,90%.

Segundo a FGV, as bebidas também ajudam a elevar o índice: os preços do refrigerante e água mineral cresceram 8,82% e o da cerveja, 8,34%. Até a maionese subiu, com uma alta de 12,19%. A saladinha para acompanhar não ficou atrás: houve alta de 25,8% no preço do tomate e de 32,34% na cebola.

Em contrapartida, a batata-inglesa ficou 34,86% mais barata, enquanto o preço da farinha de mandioca caiu 17,55%.